Nova Geração da Kinect


Apesar de todo o barulho em torno de seu lançamento, o Kinect não conseguiu se mostrar como uma ferramenta muito útil nos consoles. Com poucos jogos realmente interessantes, o sensor de movimentos da Microsoft se tornou o brinquedo favorito de hackers e programadores.
A Sigma R&D é um exemplo de grupo que conseguiu dar ao acessório uma função muito mais útil do que sua fabricante conseguiu fazer até hoje. Prova disso é que eles aprimoraram a precisão do acessório, fazendo com que ele seja capaz de identificar a movimentação individual dos dedos, algo que o Xbox 360 ainda tem dificuldades de fazer.
Para provar a utilidade e o funcionamento de sua invenção, eles criaram dois programas bem distintos. O primeiro é uma forma de traduzir a linguagem dos sinais, exibindo a letra correspondente ao movimento na tela. Para isso, basta gesticular em frente às câmeras para que os caracteres sejam exibidos — ou seja, algo que pode ser usado em escolas ou em locais em que deficientes auditivos têm dificuldade para se comunicar.
Já a segunda aplicação é um pouco mais lúdica e recria um sabre de luz, transformando a pessoa em um Jedi — sem a necessidade de dançar em frente à TV, como em Kinect Star Wars. O software criado é capaz de reconhecer pequenos movimentos nos dedos e simula a ativação da arma, deixando tudo bem natural, incluindo a troca de mão.

0 comentários:

Postar um comentário